das ciências

uma das coisas pelas quais me bato passa pela valorização daquelas que são designadas como ciências sociais e humanas;

em tempos em que o papel da ciência se procura restringir às ditas ciências naturais, em que as ciências humanas são desvalorizadas e depreciadas (pela empregabilidade, pelas suas dimensões menos instrumentais) remo em sentido contrário e defendo que a capacidade crítica, de análise, política e de cidadania passa em muito (mas não exclusivamente) pelas ditas ciências sociais;

esta desvalorização vê-se nas escolhas dos pais e dos alunos, na estrutura curricular entre disciplinas estruturantes e as outras e mesmo nas ofertas locais;

quando estão em causa processos de desinteresse e alheamento, de falta de sentidos ao trabalho escolar, de ausência de rotinas em termos de dinâmicas pessoais e escolares atão não é que se acentuam as componentes que pretensamente estão na base de tudo isso, as ciências naturais e se desvaloriza o social?

e depois diremos, por que é de futuro que se trata, que estamos a formar "bichinhos"; ah pois tamos;

e este processo de desvalorização não é inocente, não é por acaso, não é apenas por que sim; todos os ditadores, em todos os tempos a primeira estrufega que fizeram foi nas ciências sociais - porque terá sido? porque será?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço