cursos vocacionais

uma das ideias que procuro desenvolver (em termos de compreender o meu mundo, a escola e as suas dinâmicas) passa por analisar os processos de apoio ou compensação para alunos com dificuldades de aprendizagem;

não são apoios que passem por alunos com necessidades educativas especiais; são estratégias utilizadas para a recuperação de notas, tais como, aulas acrescidas, os apoios ao estudo, as salas de estudo, as tutorias, mas também o programa mais sucesso ou cursos vocacionais, entre outros;

as dificuldades dos alunos baseiam-se no que, por esta minha terra, alguns designam  de desinteresse, desmotivação, alheamento, indiferença, falta de sentidos, hábitos e métodos não apenas de estudo mas de vida; raramente são dificuldades específicas de aprendizagem, isto é, relacionadas com o objeto ou o método de uma dada disciplina ou, pelo menos, não assim definidas na maioria dos casos (coisa e descrição que já teve o seu tempo);

uma linha de orientação do que faço vai no sentido de assumir que estas formas de apoio mais não são que estratégias de reorganização (corretamente diria que de subjetivação) do trabalho tanto de alunos como de docentes, da escola (enquanto instituição social) como da família que assina e subscreve a integração de um seu nesta ação;

isto por que hoje estive com os dois grupos vocacionais e, em ambos, senti aquilo que penso; a necessidade de readaptação de estratégias e metodologias de trabalho, a necessidade de re pensar dinâmicas de sala de aula, a obrigatoriedade de gerir de outra forma as relações em sala de aula, a importância de mobilizar e implicar o aluno na construção de si, a crescente e acentuada diversificação do papel do docente, não apenas enquanto transmissor de conteúdos mas enquanto mediador da ação individual e coletiva;

mas também os rótulos, quando não mesmo o estigma, que estes alunos - e famílias - assumem por via de integrarem um curso vocacional; como a pena que muitos docentes sentem por ali estarem;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço