sobre o governo das escolas

uma nota mais séria e mais de mim mesmo - tal como todas as outras (?!?!!??!!??!!);

estive por braga, no colóquio internacional de ciências sociais da educação, onde apresentei uma comunicação que tinha como resumo:

Tendo como objeto de estudo o processo de transformação do aluno em cidadão social, analiso a relação instituída entre os comportamentos escolares (nomeadamente as concepções expressas sobre a in/disciplina) e as respostas que lhe são dadas por uma escola que é teip.
Entre comportamentos (considerações e concepções) e as respostas que lhe são configurados, coloco em evidência as formas de organização e gestão pedagógica de uma escola. Por seu intermédio e considerando os papéis, os objetivos, as funções e obrigações definidas para cada ator, perspetivo o governo da escola, mas também o do indivíduo e o do coletivo.
Tendo como suporte os documentos orientadores da escola (em particular projeto educativo e programa teip) e assumindo como elemento de orientação a questão o que expressam as respostas pedagógicas aos problemas de comportamento, delimito a abordagem a questões em torno da organização e gestão pedagógica. A partir destes, defino um objetivo, o de problematizar a  (re)configuração das estratégias de governo do individuo e do coletivo assumidas pela escola e pelas políticas educativas locais.
O quadro teórico metodológico decorre da sociologia da ação pública a partir do qual mobilizo conceitos como os de referencial, regulação ou governação. É por seu intermédio que perspetivo a articulação entre estruturas sociais e cognitivas, dimensões normativas e simbólicas na organização do agrupamento. Considerar a relação entre as concepções de in/disciplina e as opções assumidas para lhe responder é destacar os problemas de governo do presente e do futuro, da autonomia ou das conformidades, do indivíduo e do coletivo. A este processo designo como ação biopedagógica, por considerar a vida como forma de aprendizagem permanente e ininterrupta de regras e comportamentos como forma de governo do indivíduo e do coletivo.
Palavras-chave: Governação, Referencial; Regulação; Cidadão social; biopedagogia

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

Fomos ao teatro

Projeto educativo