sala de aula e avaliação

este ano na minha estratégia de trabalho introduzi algumas alterações, por enquanto estou a gostar;

este ano, como sempre, no final da aula fazemos a avaliação ao trabalho desenvolvido - o que foi feito, como foi feito, qual a avaliação, o que fica por fazer; há muito que assim é;

mas este ano tenho pedido ao pessoal para além de avaliar, classificar, isto é, que atribua um valor de 0 a 100%;

registo a classificação, seja de grupo ou individual e, passadas 5 ou 6 sessões, tem permitido verificar ritmos, perceber dinâmicas, ver oscilações, sejam elas de grupo ou individual, consoante os casos, seja de turmas, pois faço a média da turma;

esta abordagem tem-me permitido perceber como variam e onde variam os grupos, como recebem e aceitam uma outra dinâmica de trabalho;

curiosidade, há muito que assumo que esta é uma metodologia que agrada mais ao dito "mau" aluno, ao desinteressado e indiferente; na generalidade o dito "bom" aluno" descia um pouco, por a dinâmica ter um sentido mais prático; contudo, perante os indicadores tenho percebido que, pelo menos este ano e até ao momento, a recetividade tem sido do lado dos ditos "bons" alunos; pelo menos apresentam melhores resultados;

mas também pode decorrer de processos de auto valorização e auto estima ou consideração;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

o envolvimento do aluno

militância

Fomos ao teatro