igual e diferente

um comentário feito off line deixa-me a pensar (obrigado);

se entre as escolas existem assim tantas diferenças; direi que a organização (os normativos, as regras, as orientações) são as mesmas;

os procedimentos pedagógicos em tudo iguais, organização em turma e em anos; daí é tudo igual de norte a sul de leste a oeste;

pois serão as pessoas a variável que difere; talvez; talvez por que os professores têm a mesma base comum, formação e recrutamento;

o que é mesmo diferente é o território, a forma como está organizado, a sua história e a relação que se estabelece entre as gentes e o contexto (os meus alunos sabem que por contexto entenda-se um espaço, um tempo e um conjunto de saberes);

e aqui são inúmeras as diferenças que interferem, condicionam e delimitam as relações escolares e de sala de aula;

o território (geografia, história, cultura, tradição e organização) é um dos elementos que mais interfere no conjunto de comportamentos que se leva para dentro da sala de aula

são as caraterísticas desse território que implicam, por parte do professor, capacidades de entender, gerir, negociar, perceber, compreender e orientar as relações, as dinâmicas, os objetivos e os interesses que aí se expressam (ou não);

o que sinto - e é apenas isso, carece de dados - é que as relações na minha nova escola assentam em processos de reconfiguração (social e económica, cultural e demográfica) e as situações de indisciplina mais não são que um sintoma disso mesmo, da reconfiguração de um território que perde algumas das suas caraterísticas de província e ganha uma dimensão mais urbana;

afinal é disso que muitos (ou quase todos) se orgulham;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

o envolvimento do aluno

militância

Fomos ao teatro