das participações

quase como no sporting a semana passada recebi, enquanto diretor de uma turma de 7º ano, qualquer coisa como 5 participações disciplinares, envolvendo 3 alunos;

como estou num novo poiso e ainda não conheço todas as lógicas de funcionamento, espero para ouvir as partes, e as partes são professores, para além do que escreveram nas respetivas participações, os alunos, que não intervêm na dita cuja participação, os pais/encarregados de educação e a turma;

pelo que tive oportunidade de analisar sobressaem as desobediências, o não acatamento de ordens do docente, o não cumprir com o coletivo;

parece que volto a ler os mesmos livros e a ver as mesmas coisas, lógicas funcionais (de funcionamento da sala de aula, do trabalho de uns), de obediência e hierarquia, de acatamento e submissão, de exposição e preponderâncias; são os comportamentos que se destacam;

e estamos no século xxi, justificar-se-ão? que pertinência assumem? que relações se devem pressupor no presente? que dinâmicas implementar ou perspetivar em função das irreverências, do não acatamento das ordens? que ordem para a desordem?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

o envolvimento do aluno

militância

Fomos ao teatro