A educação em gestão

Amanhã o novo governo tomará posse;

Aparentemente e segundo o que leio por aí, corre o risco de uma de duas situações, cair ou ficar em gestão;

Se cair, caiu

Se ficar em gestão, como será a coisa da educação e das escolas?
Que decisões ficarão suspensas?
Que orientações não se assumirão?
Ou, pelo contrário, em gestão quais as prioridades que se assumirão ou se definirão?
Quais os impactos que se perspetiva na gestão das escolas? Na construção das redes, nas ofertas formativas?

Fico algo curioso sobre o que poderá ser o futuro da educação... em gestão.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço