do público

e do privado

não me tenho imiscuído nas questões do público e do privado por considerar que é uma excessiva cacofonia o que por aí há e se regista;

nada tenho contra o privado, nem destaco de sobre maneira o público; para além disto não consigo acrescentar nada ao debate;

contudo, não resisto a comentar, om porquê deste protagonismo individual do amarelo na comunicação social?

o porquê e o como manter uma agenda ocupada quando tudo o demais tem sofrido a bom sofrer?

o porquê de se dar destaque a um só lado, como se a existisse apenas uma verdade, uma voz?

o por quê do excessivo silêncio quer do ministério da tutela, quer dos sindicatos do setor?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

o envolvimento do aluno

militância

Fomos ao teatro