vítima de mim mesmo

tenho andado a pensar se escrevo ou não a posta que escrevo; 

he, seja o que for pois de besta não passo e a bestial não chego; 

há quem acuse e aponte culpados; há quem dê desculpas, mais ou menos esfarrapadas; há quem apenas não dê conta do que se passa ou do que acontece, como se fosse indiferente ao que o rodeia; 

por mim, digo que sou eu mesmo o culpado das merdas que me ocorrem, sou vítima de mim mesmo - até daquelas vontades outras de me levantarem processos disciplinares, pelo menos vontade não falta e que lhes dou mais vontade; 

sei que não serei o próximo diretor do meu agrupamento (não terei votos para isso, não estou assanhado a fazer propaganda e campanha, por minha culpa, desbocado, irreverente, tenebroso, entre tudo o que mais de mim dizem);  

assim, sou culpado por assumir (em algumas coisas ou situações) uma capacidade de análise um bocadinho à frente; culpado pela formação que me permite perceber como nos movemos e movimentamos, culpado por gostar de ver como as pessoas se relacionam e articulam entre interesses e objetivos; culpado por perceber como os silêncios são cúmplices e, por vezes, estridentes; 

mas fico descansado, no meio da minha própria culpa dou de barato, por justificação ou racionalização, que sou eu mesmo, pois encontrei (na queima) ex alunos, ex funcionários, ex colegas que todos, sem excepção me reconhecem e cumprimentam, recordam e estimulam; 

afinal sou culpado de mim mesmo; mas também por isso, que me permitam - e se não permitirem paciência (do poeta, aquele que de apelido era Pessoa):


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
Mas não esqueço de que minha vida
É a maior empresa do mundo…
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
Apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
Se tornar um autor da própria história…
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
Um oásis no recôndito da sua alma…
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “Não”!!!
É ter segurança para receber uma crítica,
Mesmo que injusta…

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…

;)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

em pausa pedagógica

de regresso

a sociedade na sala de aula