lideranças

à boa maneira alentejana, não fosse eu alentejano, vou pensando no procedimento concursal que irá abrir para o cargo de diretor do meu agrupamento de escolas (vendas novas);
qual o papel da liderança, de um diretor?
em termos eminentemente teóricos ele há muita coisa, da qual destaco um dos últimos apontamentos que apanhei;
agora no concreto, no dia a dia, no quotidiano de uma escola? nesse contexto muito se podia escrever;
por um lado, os professores pedem aos santos e aos políticos que não os incomodem, que os deixem fazer aquilo que afirmam gostar, dar aulas; ir para a sala de aula e preferencialmente não serem incomodados - seja com questões (im)pertinentes, o desinteresse do aluno, as burocracias administrativas, ou o que fosse;
os alunos, por seu lado, apelam a que as aulas sejam uma continuidade da escola, isto é, a escola é porreira (convívio, socialização, curtes...), as aulas é que são uma seca, como se o trabalho (neste caso escolar) tivesse que ser uma permanente e constante diversão; não é, implica esforço e... dá trabalho;
os pais apostam cada vez mais na escolarização dos filhos e, como o futuro é negro, culpam os professores e a escola pelas indefinições, pela crise que vivem e sentem, por a escola não incutir a educação que ouviram falar (aquela da obediência, do rigor, do respeito aos mais velhos e aos crescidos, etc);
se assim é, por onde fica a liderança ou o papel do diretor no quotidiano de uma escola?
será que se fica reduzido a minudecênciasa idiotices???

Comentários

Mensagens populares deste blogue

de regresso

a sociedade na sala de aula

em pausa pedagógica