um nobel que diz (quase) tudo

tudo se lê sobre o nobel da literatura; como se fosse uma surpresa...

destaco uma síntese de miguel esteves cardoso:

Dantes toda a literatura se dividia em categoriazinhas de merda – canções, contos, ensaios, reportagens, ficções, peças teatrais, poesia. O júri do Nobel tem feito o enorme favor de voltar a confundir tudo. 

e a escola e a sala de aula podem continuar na mesma, a ignorar este tempo, este mundo e estes modos?

como se traduz hoje a sala de aula e a escola perante esta reconfiguração dos modos de entender a literatura, a arte e a cultura do nosso tempo?

na página do facebook do grupo da disciplina já dei música aos alunos, afinal, é de história que se trata;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço