governo e governados

tenho, fruto de formação, vida e experiência, uma relação e um entendimento com o governo (ou o poder) algo distinta da generalidade; vou muito na perspetiva que considera que "(...) hoje, o poder adquire cada vez mais uma forma permissiva. Na sua permissividade ou até na sua amabilidade , depõe a sua negatividade e oferece-se como liberdade (p.23), sendo assim, "uma forma eficaz de submissão e de subjetivação".

ora isto para dar conta que se os novos chefes da 5 de outubro ou da 24 de julho ou dos muitos cantos e recantos por onde existe ministério da educação tomaram posse há agora novas expetativas;

desde logo que alguém decida, que nos últimos tempos a coisa tem estado parada, um por que sabia que ia sair, outra por que sabia que durava pouco;

não digo, face à faixa etária ou à experiência de cada elemento que pode ser assim ou assado, ou, em alternativa, cozido ou frito; espero, apenas espero para ver; pior do que está é difícil, portanto espero...

mas que gostava de conhecer alguma ideia de escola de algum dos novos elementos, lá isso gostava;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço