das agregações

as agregações de escolas, a junção de básicas e secundárias, misturou culturas, ambientes, conhecidos e amizades;

na generalidade dos casos e na maioria das situações a coisa correu;

se bem se mal tudo depende de pontos de vistas, de lógicas ou considerações; mas tanto correu que ali estão;

no meu anterior agrupamento a coisa acontecer aconteceu, mas a digestão estava, pelo menos até ao final do ano letivo anterior, pesada, manifestamente lenta;

no meu presente agrupamento eu sentia uma certa ligeireza digestiva; estranhava, é certo, mas...

pois ontem e hoje alguém lá se desmanchou; ontem dando-me conta que quando vou ali é que vou trabalhar, nem respondi, pois claro, hoje um outro colega diz-me que passa por ali e depois segue para o seu cantinho que não é ali;

deixo propositadamente à imaginação dos passantes onde é que se trabalha e qual o cantinho do colega;

esquecem-se que as culturas não nascem em geração espontânea, trabalham-se, fomentam-se, cultivam-se, tratam-se e, por onde tenho andado, a cultura escolar e profissional tem sido tratada a pontapé, mas tratada...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço