dos exames

aparentemente e segundo as notícias, tudo aponta para que os exames de 4ª ano não se realizem no final do presente ano letivo;

para uns quantos isto é um ai jesus
(eh pá já me estou a antecipar ao dia de amanhã),

os exames são, na cabeça de muitos, o indicador da exigência, do rigor, da fiabilidade da escola - como se, de uma penada só, os exames atribuíssem qualidades intrínsecas ao trabalho dos professores e fossem certificadores e garantia de esforço e estudo por parte dos alunos;

o problema é que não são;

o problema é que muitos irão apontar o dedo e sacudir a água do capote, desresponsabilizando-se e distanciando-se do que deve ser o seu trabalho - por parte dos profes de adequação de estratégias e metodologias, por parte dos alunos de empenho e esforço, por parte de pais/encarregados de educação de acompanhamento e regulação, por parte da escola e das políticas educativas de monitorização do sucesso e dos seus indicadores de desvio;

certo, certo é que tudo continuará a rolar de mansinho, uns assobiam, outros aplaudem, outros distraem-se e outros ainda nem ai, nem ui....

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço