estereótipos

ele há coisas que, aparentemente, apenas acontecem aos outros;

reunião de um conselho de turma em tons de arranque de ano letivo; as coisas algo habituais, apresentações, caraterização da turma, os alunos and so one;

e, vai daí, um conjunto de lugares comuns, de vulgaridades e banalidades que até parece mal; na descrição dos alunos, na caraterização do grupo/turma, na análise de casos e/ou situações, até deu dó, tantas as vulgaridades que foram puxadas; podiam ter contexto, mas não tinham razão de ser; meros e simples estereótipos;

falo delas por que simplesmente fui eu o protagonista; não foi outro, não ouvi dizer, fui eu mesmo o ator principal, o responsável pelas vulgaridades, lugares comuns e banalidades sobre os alunos;

resultado, de quando em vez é bom ouvirmo-nos; talvez consigamos perceber que não são apenas os outros que dizem coisas "sem sentido";

é bem feita

Comentários

Mensagens populares deste blogue

o envolvimento do aluno

militância

Fomos ao teatro