conversa

é só conversa

noto tanto que falta conversa nas escolas;

há muito que, por opções de políticas educativas, de diatribes de diretores ou simplesmente para que se evitem moengas e se popupe tempo, que não se fala, não se conversa, não se trocam para além de dois dedos de conversa, o mais das vezes circunstancial e circunscrita ora à sala de professores ora a conselhos de turma sempre de fugida, rapidinhos;

e fica a faltar conversar, ouvir o outro, escutar outros pontos de vista, trocar ideias entre pessoas que, apesar de terem a mesma profissão por vezes são tão diferentes quanto o dia e a noite;

não se fala, para além do estritamente obrigatório, e tanta coisa fica por resolver;

é só conversa, e não se fala...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

o envolvimento do aluno

militância

Fomos ao teatro