um certo reconhecimento

uma coisa mais pessoal mas que passou (e passa) pelas aulas;

tenho de reconhecer e fazer o reconhecimento público do quanto devo aos pais pela formação que tenho;

recebo a filha ao fim de semana, tempo de labuta e cozinha, de afazeres e comentários, ditos e alguns desaguisados decorrentes de um tempo que se faz diferente, de um espaço que se acentua mundovisões e formas de crescer;

vendo a minha filha pergunto-me e reconheço ao mesmo tempo, o papel e a ação dos meus pais na minha formação; eu que me formava, eles que do espírito académico apenas o da pomba do colégio do espírito santo;

como conseguiram eles apoiar o filho num processo para eles totalmente desconhecido?
como encararam eles o meu crescer em mundos e visões, em ideias e valores, por vezes tão distantes quanto diferente daquelas que me transmitiram?
que pensaram, que sentiram eles quando me ouviam entusiasmado mas distante deles, desconhecido para eles?

ao ouvir a minha filha em pausa de meio da semana, sinto o quanto nós crescemos pela diferença e nos nossos, na formação e na distância que criamos, nas amizades e no conhecimento que adquirimos;

é uma forma de reconhecer e valorizar todos os pais que dão tudo pelos filhos, que tudo fazem pelos filhos, aos meus pais

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço