implicações

a dança de cadeiras e de lugares, fruto da mudança de governo e de tutelas, parece que começou e que se alastra por aí, seja pelo país (aparentemente a diferentes velocidades, nem percebo porquê), quer pelos setores (mostrando a hierarquia dos lugares, das tutelas e das preponderâncias regionais);

não me imiscuo pelas políticas, pelo menos por aqui, mas levanto a questão, tem esta dança implicação ou interferência na sala de aula?

uns dirão que não, que são coisas de bastidores e de tachos,

eu digo que sim, estão diretamente relacionadas com a capacidade de mobilizar ou apoiar as ideias de trabalho em sala de aula, de apoio ou recuperação de alunos com dificuldades, problemáticos ou de baixos resultados;

direi que faz toda a diferença ter pessoas que apoiam e orientam, promovem e esclarecem, daquelas que complicam, regulamentam ou se dizem asséticos aos contextos,

faz toda a diferença ter pessoas que são zelosas cumpridoras das regras e das orientaçãoes (ou ordens) e que apenas procuram o cumprimento dos preceitos e dos procedimentos daquelas que sabem ler e compreender contextos, que criam e incentivam, que estimulam e partilham;

faz toda a diferença

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço