autonomia V responsabilidade

habitualmente os profes dizem que os alunos não são autónomos, que não têm autonomia, que não sabem estudar ou fazer por si um trabalho - o que é verdade;
na generalidade parte-se do pressuposto que os alunos devem ser autónomos por si, transportar essa competência e depois, quando solicitados, exerce-la - a maior parte dos profes assim o espera;
as coisas ficam assim,, em mundos algo separados, cada qual do seu lado;
parto da permissa que o aluno não é autónomo, que tem de aprender a ser, coisa que o trabalho escolar raramente incentiva ou promove;
mas, depois, há as reações;
os profes têm receio da autonomia do aluno, que descambe em independência e em cada um por si, o receio de perder o controlo do processo de diferenciação que se promove;
o aluno, por seu lado, sente a falta dos limites exteriormente definidos e impostos, do trabalho feito
(desculpem lá as sensibilidades, mas como o meu câo que quando o liberto da trela permanece no mesmo sítio porque não sabe agir de outra forma);
é, entre profes e alunos, um pouco como a fast food, a coisa está meio mastigada e todos estranham quando se parte para a comida que temos de ser nós a processar; o receio é partir, o receio é gerir a diferença;

Comentários

Mensagens populares deste blogue

de regresso

a sociedade na sala de aula

em pausa pedagógica