dúvidas e incertezas


depois de alguns dias assim a modos que ...a duvidar de mim mesmo, a questionar o que ando a fazer, a colocar em causa opções e metodologias de trabalho, há pelo menos um dia, ontem, que correu bem, que confirma e justifica procedimentos,
há que dar tempo ao tempo, insistir, persistir e não desistir; trabalhar por projeto estou convencido que é uma das formas de dar a volta ao desinteresse, indiferença e alheamento dos alunos, às situações em redor dos comportamentos disruptivos mediante o envolvimento e implicação do aluno no seu próprio trabalho;
a opção por metodologias de trabalho assentes em projetos ou problemas podem efetivamente e no meu entendimento dar um forte contributo para repensar dinâmicas e organização escolar, relações e formas de envolvimento (do aluno e do professor);
mas precisa de uma constante avaliação, de diferentes formas de (auto)regulação; precisa constantemente de adaptação - nem sempre há recursos disponiveis, a dispersão é fácil, a vinculação do aluno ao seu trabalho difusa, a responsabilidade individual muito frágil, facilmente ionteresses individuais se sobrepoem aos coletivos;
sozinho a fazer o que faço, ora me sinto bestial, ora me sinto uma besta; sozinho levo mais tempo a identificar soluções e alternativas, a diversificar estratégias, a referenciar outras opções para as turmas ou momentos em que os resultados não são o pretendido; a mesma questão pode não servir a diferentes turmas, os objetivos podem/devem ser adaptados aos grupos, os timmings geridos diferenciadamente;
mas há que dar tempo ao tempo, saber equilibrar e gerir diretividade e autonomia, encontrar equilíbrios entre a orientação e a criação individual; coisa que não é fácil;
mas quando resulta, como ontem, é incrível...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

militância

sobre a flexibilidade

balanço